< Voltar

Bell 429 é pioneiro na certificação WAAS

Tecnologia permite ao helicóptero fazer aproximação para pouso por piloto automático em áreas densamente edificadas.

Envie a um amigo Curtir
Tweet

16/09/2010

Bell 429 é pioneiro na certificação WAAS

A Bell Helicopter, representada no mercado brasileiro pela TAM Aviação Executiva, líder do mercado de comercialização de aeronaves executivas no País, acaba de anunciar que o Bell 429 é o primeiro helicóptero do mundo certificado para o sistema de aproximação de pouso vertical em piloto automático, com uma rampa de até 9 graus a uma velocidade mínima de aproximação de 83 km/h, com visibilidade de até 250 pés.

 

A vantagem da certificação é que ela permite que o helicóptero faça aproximação automática para pouso em metrópoles densamente edificadas. "Com o WAAS, o 429 é guiado até o topo de um prédio no centro de uma metrópole em piloto automático. Isso reduz limitações de aproximação, pois permite a mesma em ângulo mais restrito, diminui os custos de operação e traz mais segurança ao voo", afirma Leonardo Fiuza, diretor Comercial da TAM Aviação Executiva.

 

Uma das maiores vantagens da tecnologia WAAS embarcada na aviônica do Bell 429 é que ela permite manter os pousos em helipontos localizados em centros urbanos mesmo com condições meteorológicas desfavoráveis e baixa visibilidade. Normalmente, esses voos são desviados para áreas descampadas. Com o WAAS, más condições de visibilidade podem ser contornadas e os pousos mantidos para os helipontos, otimizando o tempo dos clientes.

 

Maior cabine do segmento bi-turbina leve

Dono da maior cabine da categoria bi-turbina leve, o Bell 429 é um grande sucesso no mercado dos Estados Unidos, onde já está sendo entregue aos proprietários desde o ano passado. Com a retomada do crescimento da economia, o helicóptero é uma excelente opção para o mercado brasileiro. O espaço interno e a alta tecnologia embarcada, permitem ao 429, na sua configuração máxima, levar até sete passageiros, já que pode ser tripulada por apenas um piloto, mesmo nas piores condições meteorológicas.

 

BELL 429

 

"O Bell 429 é um excelente trunfo para a TAM AE, num momento em que a empresa se propõe a crescer no mercado de helicópteros explorando as oportunidades que a economia brasileira vislumbra, com a proximidade da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016", afirma Fiuza.

 

Um dos segredos do 429 é a sua plataforma de aviônicos glass cockpit. Com telas digitais de LCD de última geração já na sua versão standard, a aeronave possui os mais modernos painéis da atualidade, com piloto automático de série de quatro eixos e homologação para single pilot IFR. Outro diferencial é o espaço interno, em uma cabine de configurações flexíveis, que permite montar também uma UTI aérea, levando dois médicos, enfermeiro e duas macas, que podem entrar por uma enorme porta traseira opcional.

 

BELL 429

 

A força dos motores também é destaque. Equipado com duas turbinas Pratt & Whitney PW207D1, com potência máxima contínua de 635 SHP cada, o 429 pode atingir, com carga máxima, 278 km/h. Vazio e ao nível do mar, essa velocidade aumenta para 285 km/h.

 

Além disso, o Bell 429 é o primeiro helicóptero do mundo certificado pelo programa Maintenance Steering Group (MSG) - 3. Novo conceito em programas de manutenção, o MSG-3 entende esse desafio como um todo que engloba um sistema e seus equipamentos e não apenas componentes. Além de melhorar a segurança operacional das aeronaves, isso simplifica o gerenciamento e a logística da manutenção, que serão feitas de acordo com as horas voadas, mas de uma forma mais ampla e abrangente, contemplando sistemas, ao invés de itens, como ocorre hoje para diversos modelos de aviões.
O preço estimado da aeronave, para este ano, é de US$ 5,8 milhões (preço FOB-EUA, antes de impostos).



Fonte: TAM Aviação Executiva

Autor: Milena Cherubim | Insight Engenharia de Comunicação