< Voltar

Cobalt Valkyrie Co50

Monomotor a pistão com jeito de caça foi desenvolvido para revolucionar o mercado de aviação privada

Envie a um amigo Curtir
Tweet

12/08/2015

Cobalt Valkyrie Co50

Com a missão de transformar a experiência do voo em um avião privado, a Cobalt, empresa baseada em São Francisco, EUA, está projetando aeronaves com inovações em todos os aspectos: design, conforto, velocidade, segurança e facilidade de pilotar.

Após uma jornada de 10 anos de desenvolvimento, a Cobalt, empresa baseada em São Francisco, EUA, está prestes a introduzir no mercado o Valkyrie Co50, um monomotor a pistão com jeito de caça e fuselagem altamente aerodinâmica, onde o profundor (estabilizador horizontal) está localizado próximo ao nariz da aeronave, uma configuração conhecida como “canard”. Devido à complexidade do projeto, esse tipo de configuração é geralmente utilizada em jatos de combate, mas já foi aplicada em alguns poucos modelos da aviação privada, como nos turboélices Piaggio P180 Avanti e no Beechcraft Starship 2000A. Outro conceito em comum é a configuração pusher, onde os motores são montados na cauda e com a hélice voltada para trás, garantindo um voo mais silencioso.

 


 






Segundo David Loury, fundador e CEO da Cobalt, o conceito canard é mais seguro pois permite que o estabilizador frontal entre em estol antes das asas, permitindo um maior controle da aeronave principalmente durante os pousos e decolagens. Entre outros itens de segurança estão um sistema de airbrake, freio aerodinâmico ativado automaticamente quando o avião atinge a Vne (velocidade a nunca exceder), além de paraquedas balístico.

Impulsionado por um motor Continental de 350hp equipado com Fadec, o Valkyrie Co50 foi projetado para ser o monomotor a pistão mais rápido do mercado, atingindo uma velocidade de 260 nós (480 km/h), sendo mais veloz do que o Mooney Acclaim Type S e o Cessna TTX, ambos com velocidades próximas a 240 nós (445 km/h). O modelo tem capacidade para 5 passageiros e possui um interior luxuoso, com assentos em couro de alta qualidade e costurados a mão, além de diversos itens e materiais de acabamento que podem ser personalizados para os clientes. Loury espera que a capacidade de carga com o avião totalmente abastecido seja de 1.200 lbs (544 kg) e alcance de 1050 mn (1944 km).

O cockpit possui o maior canopy composto por uma única peça já utilizado na aviação, proporcionando um ângulo de visão de 320 graus. Os controles são do tipo sidestick e o painel possui aviônicos Garmin com telas de 12”, IFR e piloto automático.

A Cobalt já está aceitando encomendas para duas versões do modelo. O Valkyrie X, versão experimental custa a partir de US$ 595.000 e tem previsão de entrega de 6 meses. Para o Valkyrie Co50, a versão certificada pela FAA, a Cobalt pede um depósito antecipado de US$ 15.000 e terá um preço final de US$ 699.000, com previsão de entrega a partir de 2017. Loury informou que 5 protótipos já foram construídos e os voos de teste já estão sendo realizados, porém sem revelar mais detalhes do desempenho.

Redação FlightMarket


Assista ao vídeo: