< Voltar

Cockpit sem papel

Líder Aviação torna-se a primeira empresa de aviação executiva com autorização para armazenar digitalmente toda a documentação de voo

Envie a um amigo Curtir
Tweet

30/06/2014

Cockpit sem papel

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) autorizou a Líder Aviação a utilizar o Electronic Flight Bag (EFB), sistema que permite, à tripulação, gerenciar todo o voo por meio de documentos digitais, que podem ser acessados por iPads. Além de eliminar a necessidade de se ter manuais, especificações operativas, entre outras publicações impressas a bordo, a ferramenta garante mais segurança e agilidade às consultas. Com a autorização, a Líder tornou-se a primeira empresa de aviação executiva a operar por meio do EFB no Brasil.

De acordo com o diretor de fretamento e gerenciamento da Líder Aviação, Heron Nobre, o projeto de implantação do EFB começou em 2012, quando a empresa iniciou o desenvolvimento de um software próprio, chamado Horus. Desde então, a empresa tem realizado testes e treinamentos com o programa. Além de reduzir cerca de 10 quilos de “carga morta” no interior da aeronave, o armazenamento digital da documentação facilita a comunicação e a transmissão de dados. “Informações importantes, como o consumo de combustível, horários de pouso e decolagem, horas de voo da aeronave, ocorrências anormais, entre outras, poderão ser trocadas, via internet, entre o cockpit e a base”, explica o diretor.


O Electronic Flight Bag proporciona, ainda, mais facilidade na atualização de documentos e agilidade na realização dos cálculos de voo e consulta de informações em momentos críticos da missão. No total, os iPads irão armazenar cerca de 10 manuais e mais de 70 dispositivos, acessíveis a toda a tripulação. “Trata-se de um avanço histórico para a aviação brasileira, pois o sistema não só reduz o volume de carga na cabine das aeronaves, como permite atualizar toda a documentação com apenas um toque na tela”, afirma Heron Nobre.

Fonte: Líder Aviação