< Voltar

Combustível verde na aviação

Jato executivo completa voo transatlântico com biocombustível

Envie a um amigo Curtir
Tweet

21/06/2011

Combustível verde na aviação

A Honeywell anunciou que seu biocombustível para jatos abasteceu com sucesso o primeiro voo transatlântico, que pousou nesta segunda-feira (20/06) no aeroporto de Paris-Le Bourget. O jatoGulfstream G450 operado pela Honeywell se tornou a primeira aeronave a voar da América do Norte para a Europa com uma mistura, em partes iguais, de biocombustível e combustível para jato baseado em petróleo, abastecendo um dos motores Rolls-Royce da aeronave.

O biocombustível foi derivado da camelina, uma matéria-prima de energia que não compete na cadeia alimentar, uma vez que cresce em rotação com a área de plantio do trigo ou em terras não cultiváveis. Com base em análises do ciclo de vida, o uso do biocombustível da Honeywell em voos pode evitar que aproximadamente 5,5 toneladas métricas de dioxido de carbono sejam emitidas na atmosfera, se comparado com um voo abastecido com combustível normal.

"Estamos a um passo do uso comercial que auxiliará a comunidade de aviação a reduzir a emissão de carbono e a dependência do petróleo", disse o vice-presidente e responsável pela área Renewable Energy and Chemicals da Honeywell, Jim Rekoske.



Fonte: www.aeromagazine.com.br

Autor: Aeromagazine