< Voltar

Comércio de combustíveis de aviação no Brasil acumula queda de 21%

No primeiro semestre de 2016 foram vendidos 3,4 bilhões de litros, representando uma queda de 21% em relação a 2015 e a 2014

Envie a um amigo Curtir
Tweet

09/06/2016

Combustível Aviação



As vendas acumuladas de gasolina de aviação (GAV) e querosene de aviação (QAV) no Brasil em 2016 mantiveram o histórico de redução apresentado em 2015. No período de janeiro a julho de 2016 foram vendidos 3,4 bilhões de litros, representando uma queda de 21% em relação a 2015 e a 2014, sendo estes os melhores anos para comercialização de combustíveis de aviação.

Apesar da redução do volume vendido nos últimos meses, nos últimos dez anos as vendas totais de combustíveis para aeronaves cresceram cerca de 70% para QAV e 15% para GAV, totalizando 7,4 bilhões de litros vendidos no Brasil em 2015. Esse crescimento deu-se devido ao aumento das operações e ao crescimento da frota. O número de voos da Aviação Comercial, por exemplo, superou o patamar de 1 milhão ao ano desde 2011, com aumento de 67,7% nos últimos dez anos. No caso da Aviação Geral, a adição de cerca de 6 mil aeronaves nos últimos dez anos reforçam os índices.
 

Gráfico Combustível



Em 2016, a região sudeste apresentou 63% da venda de combustíveis no país, um total de 2,2 bilhões de litros. A região norte, porém, obteve o maior crescimento percentual em relação ao primeiro semestre de 2015, 22%.
 

Combustível Mapa



Fonte: Instituto Brasileiro de Aviação (06/09/2016)