< Voltar

Encontro de aviões executivos marca inauguração do aeroporto de São Joaquim da Barra

Organizado pelo Bonanza Clube, evento reuniu mais de 40 aeronaves

Envie a um amigo Curtir
Tweet

28/08/2013

Encontro de aviões executivos marca inauguração do aeroporto de São Joaquim da Barra

Organizado pelo Bonanza Clube, evento reuniu mais de 40 aeronaves

Assim como ocorre com os automóveis, alguns aviões também despertam paixões em entusiastas da aviação. É o caso do Beechcraft Bonanza, produzido ininterruptamente desde 1947. Uma das mais tradicionais aeronaves da história, o Bonanza possui admiradores em todo o mundo e, no Brasil, tem, inclusive, uma associação com mais de 300 membros, intitulada Bonanza Clube.

Pelo menos uma vez por ano, os associados realizam o Bonanza Fly-in, encontro que reúne proprietários e fãs da aeronave. Em 2013, o evento ocorreu no dia 18 de agosto, no aeroporto de São Joaquim da Barra, no interior de São Paulo, e recebeu 47 aeronaves, de diversos modelos. Mas a atração principal, é claro, foram os Bonanzas.

"Trata-se de uma aeronave que conquista os entusiastas não só pela tradição, mas pelo conforto, desempenho e velocidade incomparáveis", diz Philipe Figueiredo, diretor de vendas de aeronaves da Líder Aviação, representante da Beechcraft no Brasil há 17 anos.

Ainda de acordo com o diretor da Líder Aviação, o interior do Bonanza acaba de passar por uma modernização completa, o que tem atraído ainda mais o interesse dos compradores. "O modelo 2013 vem com ar condicionado digital, luzes de led e um design mais atual, sem deixar de lado suas referências tradicionais. Recentemente, trouxemos a aeronave ao Brasil para um evento e, em três dias, fechamos duas vendas", comemora Figueiredo.


Bonanza Fly-In



Bonanza Fly-In



Aeroporto para aviões particulares

O Bonanza Fly-in também marcou a reinauguração do aeroporto de São Joaquim da Barra, que foi concedido à iniciativa privada por 25 anos. De acordo com Luiz Gustavo Junqueira, responsável pelo aeroporto e um dos organizadores do evento, o aeródromo fica num terreno de 47 hectares e contará com cinco hangares. A pista de pouso foi pavimentada e ampliada, de 1 mil metros para 1,32 mil.  "A princípio, nossa operação será focada em voos executivos. Mas não descartamos atender voos comerciais no futuro, pois temos terminais capazes de receber  aviões para até 70 passageiros", afirma.



Fonte: Bonanza Clube | Líder Aviação

Autor: Bonanza Clube | Fotos: Márcio Jumpei