< Voltar

Piper prepara M600 para entrada em serviço

Primeira unidade do novo turboélice chegará ao mercado este ano

Envie a um amigo Curtir
Tweet

03/07/2016

Piper prepara M600 para entrada em serviço

A entrada em serviço do monomotor turboélice Piper M600 foi adiada para o meio do ano, segundo a fabricante, devido a alguns “desafios” durante o processo de certificação. O novo modelo foi lançado pela Piper em abril de 2015 e estava previsto originalmente para ser lançado no final do ano passado.

Baseado no turboélice M500, o M600 é o modelo topo de linha da Piper e conta com uma asa redesenhada, novo sistema digital de controle de combustível e interior reestilizado.

“Nós lançamos o M600 com a promessa aos nossos clientes de que teria um alcance de 1.200 nm (2.220 km) com o mínimo de carga e 250 kt (463 km/h) de Vmo (máxima velocidade operacional),” disse Simon Caldecott, CEO da Piper. “Nós não conseguimos atingir a velocidade de 250 kt no primeiro teste de voo, então tivemos que fazer algumas modificações na estrutura interna da asa.” Apesar disso, o M600 excedeu o alcance em mais de 240 nm, atingindo 1.441 nm.

Os novos voos de teste serão retomados em breve e a Piper diz estar confiante de que irão atingir a velocidade prometida com as novas modificações. “A Vmo de 250 kt é particularmente importante para os nossos clientes já que eles pediam mais velocidade na aproximação.” O motor Pratt & Whitney PT6A-42A do M600 suporta um peso máximo de decolagem de 2.720kg e velocidade de cruzeiro de 274 kt.

O Piper M600 concorre com o TBM 900 da Daher Socata. Seu preço de fábrica é de USD 2,85 milhões e é o primeiro turboélice a incluir a suite de aviônicos Garmin G3000.

 

 
Novo interior reestilizado do Piper M600.
 
Cockpit com aviônicos Garmin G3000.
 
Redação FlightMarket