< Voltar

Produção do Skyhawk JT-A é descontinuada pela Cessna

Versão do 172 com motor diesel/Jet-A foi cancelada devido à baixa demanda

Envie a um amigo Curtir
Tweet

15/05/2018

Cessna Skyhawk JT-A



A Textron Aviation, proprietária da Cessna, decidiu descontinuar o monomotor a pistão 172 Skyhawk JT-A, equipado com motor diesel (mas que consome Jet-A) e homologado pela FAA há apenas um ano. Essa versão foi desenvolvida para atender um mercado de escolas de voo que operam em lugares onde a AVGAS tem alto custo ou pouca disponibilidade.

O projeto do 182 Skylane JT-A com motor diesel também foi abandonado pela Cessna, que nunca chegou a produzir o modelo. No início do ano a fabricante também anunciou o cancelamento da produção do monomotor Cessna TTx.

Os motores diesel modelo CD-155 são fabricados pela Continental, que ainda os fornece para proprietários do 172 Skyhawk que desejam fazer a conversão.

O interesse da Cessna em fornecer monomotores a pistão movidos à Jet-A começou em 2007, quando a fabricante planejou lançar uma versão do 172 Skyhawk equipada com motor Thielert, fabricante que acabou indo a falência e foi posteriormente comprada pela Continental em 2013. Em 2012, a Cessna lançou um protótipo do 182 Skylane com motor Safran SMA, mas os atrasos na homologação levaram ao cancelamento do projeto em 2015.

O principal fator que levou à baixa demanda pelo Skyhawk JT-A talvez tenha sido seu preço de USD 435.000 nos EUA, sendo assim USD 65.000 mais caro do que a versão comum à AVGAS.

A saída da Cessna do mercado de pistões à Jet-A abre caminho para seus outros dois concorrentes, a Piper e Diamond, que oferecem respectivamente o Archer DX e o DA40 NG, ambos para o mercado internacional de treinamento de voo.

Redação FlightMarket | Fonte: Flying Magazine