< Voltar

Queda de braço

ANAC apresenta propostas para regulamentar atividades de aeroclubes e ressuscita discussão sobre a importância da aviação geral para o país

Envie a um amigo Curtir
Tweet

03/12/2010

Queda de braço

Não é de hoje que a aviação geral no Brasil está relegada a segundo plano. Há décadas o segmento sofre com o descaso das autoridades e a falta de apoio e proteção, muito embora seja graças a ela que o País tem capacidade de formar pilotos de primeira linha. Pilotos tão bons que já se tornaram "artigos de exportação", especialmente para a Ásia e Oriente Médio. Recentemente, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) começou a adotar medidas para tentar reverter esse quadro. Suas ações, porém, têm causado mais polêmica do que ajudado a resolver a situação da aviação geral brasileira.

 

Muito dessa polêmica é causado pela desconfiança dos próprios aeroclubes nacionais com relação a ANAC. Por anos, a maioria deles lamentou profundamente a falta de interesse da agência em criar novas políticas de incentivo à formação de pilotos e melhorar as condições gerais do segmento.

 

Como que em resposta a essa antiga exigência, a ANAC colocou recentemente em audiência pública sua proposta para o RBAC141 (Regulamento Brasileiro da Aviação Civil nº 141), que deverá substituir a atual regulamentação (o RBHA 141). A proposta apresenta os padrões que a agência quer adotar para a formação e capacitação de tripulantes de voo (incluindo todas as categorias de pilotos e instrutores de voo), tripulantes de cabine (comissários e mecânicos de voo) e despachantes operacionais de voo (que trabalham em solo, auxiliando no planejamento de voo, realizando cálculo do peso de decolagem, desempenho e navegação de grande aeronaves). Entre as mudanças propostas em relação às regulamentações atuais, estão a criação de um certificado de aprovação para os Centros de Instrução de Aviação Civil (Certificado CIAC) e a adoção de uma metodologia padronizada para educação à distância.

 

Veja em Aeromagazine 

 

Leia mais na edição nº190 de AERO. Já nas bancas!



Fonte: www.aeromagazine.com.br

Autor: Aeromagazine